quinta-feira, 12 de março de 2015

Casa de Jorge Amado e Zélia Gattai



Os fãs do escritor baiano Jorge Amado podem visitar a Casa do Rio Vermelho, onde ele morou com a mulher, Zélia Gattai, em Salvador.
A propriedade localizada na rua Alagoinhas, número 33, no bairro do Rio Vermelho, foi transformada em um memorial do casal, depois de ficar 11 anos fechada e de passar por uma reforma completa.

O museu traz projeções e vídeos com trechos de obras do casal e depoimentos de pessoas com quem eles conviveram, exibidos em diversos ambientes da casa. A propriedade, onde eles recebiam visitas como Glauber Rocha, Pablo Neruda e Tom Jobim, foi comprada em 1960 com o lucro obtido por Amado com a venda dos direitos do romance Gabriela, Cravo e Canela (1962) para o estúdio MGM. Além de Gabriela, Jorge Amado escreveu romances como Capitães da Areia(1937), Dona Flor e Seus Dois Maridos (1966) e Tieta do Agreste (1977), amplamente adaptados para o cinema e a televisão.

A obra do baiano, o escritor brasileiro mais vendido no mundo depois de Paulo Coelho, é marcada por uma forte atmosfera baiana e por personagens populares como os meninos de rua de Salvador de Capitães, o comerciante Nacib de Gabriela e as mulheres fogosas que marcam a segunda fase da sua literatura.

Antes de irmos para a Casa de Jorge Amado, passeamos pela Marina de Salvador.







 A Varanda aberta da casa.
                    Eles eram fãs dos sapos.
                   Detalhes da decoração da casa de Jorge Amado e Zélia Gattai
 Sala de estar
 Boa música