segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Mandela em Cartaz



A exposição

De acordo com a CAIXA Cultural, a exposição visa mostrar a contribuição de Mandela para a humanidade.

A ideia para a exposição surgiu com os designers sul-africanos Jacques Lange e Mohammed Jogie que estimularam a criação, no mundo todo, de cartazes expressando o legado humanitário do ex-presidente, desenhados exclusivamente para a ação.

Ao todo, os organizadores receberam 700 cartazes da Alemanha, Brasil, Argentina, Itália, Reino Unido, Quênia, Austrália, Egito, Malásia, México, entre muitos outros países. A partir desse acervo, formaram a coleção Mandela Poster Project 95. A primeira exibição foi África do Sul.

Desde então, já passou por Pretoria, Johannesburgo e Cidade do Cabo (Africa do Sul), Barcelona (Espanha), Montreal (Canadá), Londres (Inglaterra), Viena (Áustria) e Zagreb (Croácia), suscitando debates e conscientização sobre temas como o combate ao racismo e a exclusão social, a cultura da paz, a busca de entendimentos para superar as dissenções sociais.


































A exposição “Mandela em cartaz”, composta por 95 obras cartazes em homenagem ao ex-presidente sul-africano, está em Curitiba até 27 de setembro na CAIXA Cultural. Está é a primeira vez que a mostra vem ao Brasil e terá o complemento do informações históricas sobre a importância de Mandela.

Conhecido como "Madiba" na África do Sul, Mandela foi considerado um dos maiores heróis da luta dos negros pela igualdade de direitos no país e foi um dos principais responsáveis pelo fim do regime racista do apartheid, vigente entre 1948 e 1993.

Na luta por igualdade, Mandela ficou preso durante 27 anos. No dia 11 de fevereiro de 1990, o líder sul-africano foi solto e, em um evento transmitido mundialmente, disse que continuaria lutando pela igualdade racial no país. Em 1993, ganhou o Prêmio Nobel da Paz.No ano seguinte, foi eleito o primeiro presidente negro da África do Sul, nas primeiras eleições multirraciais do país.

Ele morreu em dezembro de 2013, com 95 anos.