sábado, 12 de março de 2016

Monumento Nacional Cueva del Milodón

O enorme animal na entrada da caverna atrai todas as atenções. A réplica em tamanho natural é do mamífero chamado Milodón. O fóssil, encontrado há mais de 100 anos, causou furor no meio científico. Ele tem aproximadamente 12 mil anos e transformou a área em um importante centro de estudos paleontológicos e arqueológicos. É o único mamífero que viveu exclusivamente na região patagônica.

A caverna, que fica a 24km de Puerto Natales, guarda outros segredos. Formada a partir de uma geleira entre 35 e 14 mil anos atrás, a Cueva del Milodón possui 30m de altura e 200m de profundidade. No interior, é composta por estalactites, estalagmites, terreno raro e uma “janela” natural que permite belíssima vista da paisagem.

O trajeto até a caverna é curto: são menos de 15 minutos de caminhada. As árvores que guardam a entrada pulam do verde intenso para o laranja outonal. No inverno, ficam cobertas de gelo, que forma estalactites e preserva congeladas suas folhas e flores. Outras duas cavernas podem ser vistas nesse mesmo passeio: Cueva del Medio e Cueva Chica. A partir daí, o viajante segue para uma trilha pela Cerro Benitz.




 Muito frio...









 O vigia da caverna.













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.