domingo, 13 de novembro de 2016

O fotógrafo francês Jean-François Rauzier apresenta suas espetaculares hiper fotos em Salvador.A Capela do Museu de Arte Moderna da Bahia ambienta a exposição Hiper foto-Salvador, que oferece ao público a oportunidade de conhecer a técnica autoral jamais vista, a hiperfotografia.

Para serem produzidas as hiperfotografias de Rauzier passam por um processo longo e complexo. Manipuladas em computador, algumas delas, inclusive, alcançam um volume que pode sugerir uma escultura bidimensional.

A mostra em Salvador apresenta 25 fotografias deslumbrantes - 19 imagen de paisagens, da arquitetura e ambientes da capital baiana, e 06 obras das retrospectivas do Rio de Janeiro e de Brasília.

Todas as obras que são expostas em grandes formatos (variam de 1 a 3 metros) oferecem ao espectador a oportunidade de conhecer intensidades que ultrapassam o normal. Numa única obra o público pode ver tudo e, ao mesmo tempo, somente o que ele quiser. Passear na imagem, ver de perto um detalhe, vê-la em sua totalidade, construindo assim a sua própria história da obra. O resultado encanta o olhar do espectador. 














































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.